TV Cultura Roda Viva Chico de Oliveira Lula é oportunista e sem caráter

0

Playlists

Loading...
Trecho editado do programa Roda Vida (TV Cultura) de 02.Jul.2012 em que Chico de Oliveira falou no sobre política, eleições e Mensalão.

O sociólogo questionou a trajetória sindical do ex-presidente, afirmando que ele não liderou greves dos metalúrgicos. "Se ele quiser, que me processe. O Lula é uma vocação de caudilho, a ante-sala do ditador". Disse ainda: "Lula é muito mais esperto do que vocês pensam. O Lula não tem caráter, ele é um oportunista".

Chico de Oliveira (Francisco Maria Cavalcanti de Oliveira, Recife - 1933) foi um dos petistas históricos que, a exemplo de diversos outros fundadores do PT, abandonou em 2003 o partido que se vendia como arauto da ética e da moral, todavia ao chegar o Poder acabou por se revelar ainda pior que os partidos tradicionais movidos pela corrupção.

"Toda grande causa começa como (1) um movimento de idealistas, (2) depois vira um negócio ou meio de vida, fonte de renda mesmo, e (3) finalmente se degenera em uma quadrilha". Eric Hoffer (1902 - 1983, pensador norte-americano. Escreveu sobre movimentos de massa e mudanças sociais. Recebeu a Presidential Medal of Freedom).

A entrevista completa pode ser assistida em:

Roda Viva - Chico de Oliveira - 02/07/2012
http://www.youtube.com/watch?v=HOGGLZMPaq8 (01:28:44)

Veja também:

Programa Jô Soares - Lula, O Gênio da Esperteza Picareta
Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=cnfAicFwffI (00:10:01)
Parte 2 - http://www.youtube.com/watch?v=wyzJhYezDc0 (00:10:09)

TV Migalhas - Lula, o Grande Mestre na Arte de Enganar
Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=eLt8z7kWYiY (00:10:53)
Parte 2 - http://www.youtube.com/watch?v=B8sYYDjPu2s )00:10:01)

Saiba Mais:

Livro - O Chefe - Ivo Patarra (livre para baixar)
http://www.escandalodomensalao.com.br/indice.php

Nos dois governos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diversos casos de corrupção sacudiram o País. O mais grave ficou conhecido como escândalo do Mensalão.
Dirigentes do PT foram denunciados por montar uma organização criminosa. Lula tratou de abafar investigações e proteger correligionários e aliados.

Capítulo 1
O governo Lula é o mais corrupto de nossa história.

Capítulo 2
Montanhas de dinheiro: em pacotes, malas, carros-fortes e até em cuecas.

Capítulo 3
Lula, o chefe.

Capítulo 4
A história do acordo criminoso da chapa Lula/José Alencar em 2002.

Capítulo 5
O escândalo do dossiê (dos Aloprados): flagrante de R$ 1,7 milhão em dinheiro vivo.

Capítulo 6
Os 403 dias que marcaram o escândalo do Mensalão.

Capítulo 7
Na denúncia do Procurador-Geral da República, Mensalão foi ação de organização criminosa.

Capítulo 8
O assassinato do prefeito Celso Daniel, coordenador da eleição de Lula em 2002.

Capítulo 9
Promotores pediram prisão de Antonio Palocci, acusado por envolvimento com a Máfia do Lixo.

Capítulo 10
Oito ministros do governo Lula. Oito casos de corrupção.

Capítulo 11
O presidente do Senado, aliado de Lula. Outro caso de corrupção.

Capítulo 12
Sob a conveniência da Segurança Nacional, Lula não revelou gastos com Cartão Corporativo.

Capítulo 13
Em 5 anos, Lula repassou R$ 12,6 bilhões para ONGs. Dinheiro para amigos, mal fiscalizado.

Capítulo 14
Traquinagens da família Lula da Silva. As andanças de Genival, o Vavá.

Capítulo 15
Duas tragédias, Apagão Aéreo e corrupção na Infraero. Compadre de Lula ganhou milhões.

Capítulo 16
STF abriu processos contra 40 mensaleiros. José Dirceu foi acusado de corrupção ativa e formação de quadrilha.

Capítulo 17
Dois anos depois, Polícia Federal desmantelou outra organização criminosa (Família Erenice Guerra) nos Correios.

Capítulo 18
TCU recomendou paralisar obras irregulares; Petrobras foi campeã em aumento de custos.

Capítulo 19
Apesar do desgaste, Lula defendeu José Sarney e retribuiu apoio recebido no caso do Mensalão.

Capítulo 20
Lula: Sarney tem história para que não seja tratado como se fosse pessoa comum.

Capítulo 21
Na crise do Mensalão, o PT temeu o Impeachment. A oposição não agiu. Lula deu a volta por cima.


Revista Veja - A festa dos candidatos a cadeia
Blog do Augusto Nunes - 09.Mai.2011

(...) Reunidos em Buriti Alegre, 200 amigos de Delúbio Soares comemoraram (...) a volta ao PT do tesoureiro do Mensalão.

(...) Duas faixas explicaram a animação dos convivas. "Os buriti-alegrenses alegram com a volta do Companheiro Delúbio ao PT", saudou a primeira. "Retorno do velho camarada que não perdeu a ternura nem a vontade de viver", cumprimentou a segunda.

(...) A Polícia Federal perdeu a chance de capturar de uma vez só, e numa única tarde, a chefia da seção goiana de uma organização criminosa. (...) os bandidos comemoraram antecipadamente a absolvição (pelo STF no julgamento do Mensalão) não só de Delúbio, mas da quadrilha inteira.

O Supremo (STF) tem o dever de permitir que o Brasil decente celebre o triunfo da Justiça. (...)